Concessionários de aeroportos avaliam desafios

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS EMPRESAS ADMINISTRADORAS DE AEROPORTOS (ANEAA) APRESENTA SOLICITAÇÕES DO SETOR À FRENLOGI
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A ANEAA, acompanhada de representantes de concessionárias administradoras de aeroportos do Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, apresentou aos senadores Antônio Anastasia e Wellington Fagundes – respectivamente, vice-presidente da câmara aeroportuária da FRENLOGI e presidente da Frente de Logística e Infraestrutura – o panorama de desafios operacionais enfrentado pelo setor.

O presidente da ANEAA, Dyogo de Oliveira (ao centro da foto, acima), pontua que as administrações aeroportuárias enfrentam um cenário de altos investimentos de Infraestrutura frente a quadros de desaquecimento econômico – “o índice de passageiros transportados em 2019 é o mesmo de 2014 – estacionamos no crescimento e a defasagem é evidente” -; além de insegurança jurídica – “os aeroportos têm vários intervenientes, como setores afetados por questões transversas: regulações da Receita, da ANVISA, da Polícia, da própria ANAC; e, até mesmo, de IPTU”, avalia.

Concessionários e Associação propõem que o Congresso Nacional avalie observar com atenção os efeitos que contextos atuais da economia e do mercado exigem em sobreesforço dos empreendimentos em concessões de parcerias público-privadas – um ajuste saudável de critérios que não onere, para além do parâmetro, a capacidade do investidor junto à infraestrutura nacional. Os senadores se comprometeram em avaliar as reivindicações e incluí-las na pauta de debate do Congresso Nacional.
Aos concessionários, o senador Anastasia destacou a importância da segurança jurídica para a saúde do ambiente de investimentos – “é preciso amadurecer junto às instituições públicas o panorama de relacionamento com o setor privado, em que estabilidade regulatória e segurança jurídica são fatores cruciais para atração de investimentos essenciais ao desenvolvimento econômico do País”.
Participaram, também, do encontro: Douglas Almeida, diretor executivo da ANEAA; Rogério Coimbra, da Inframérica (aeroportos de Brasília e Natal); Marcos Brandão, presidente da BHAIRPORT; Luiz Rocha, presidente, e Alexandre Monteiro, vice-presidente da RIOGALEÃO; Leonardo Carnielle, da Fraport / aeroporto de Porto Alegre; Thierry Besse e Yann Le Bihan do Aeroporto de Salvador; Marco Antônio Migliorini, diretor presidente da Centro Oeste Airports/SOCICAM; Cláudio José Gomes, diretor da SOCICAM; Edinho Bez, relações institucionais da FRENLOGI; Will Bueno, assessor parlamentar do senador Anastasia; e Tiago Lima, vice-presidente do Instituto Brasil Logística/IBL.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais do IBL

Transportes de cargas em ferrovias: governo quer dobrar oferta

Transportes de cargas em ferrovias passaram a ser objeto de estudos pelo governo no sentid ...

Privatização do Porto de Santos: a joia dos portos brasileiros

A privatização do Porto de Santos está prevista para 2021. Todavia, as preparações pa ...

Concessão da Via Dutra envolve recursos na ordem de R$ 32 bi; primeira audiência é realizada

A audiência pública realizada na segunda, 13, na sede da Agência Nacional de Transporte ...

Troncos no Rio Madeira devem ser beneficiados, defende a Frenlogi

O diretor executivo da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura do Congresso Naci ...
Fechar Menu