Workshop apresenta novas tecnologias para pesagem veicular no Nordeste

A implementação de recursos tecnológicos de última geração é uma das muitas fronteiras que o Brasil vem desbravando – levar às rodovias o controle efetivo de peso e as tecnologias de ponta para controle do excesso de cargas em veículos que trafegam pelo país evitaria gastos operacionais, melhoraria a segurança viária e agilizaria a fiscalização ao longo da malha rodoviária, sendo esse um grande desafio, mas não o único.
Em Brasília, representantes de Empresas Internacionais e Nacionais de Tecnologia em Pesagem Veicular, concessionárias de rodovias e técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres debateram os novos paradigmas do Controle da Peso Veicular para 2020, além das novas modelagens para pesagem em alta velocidade – a imersão total em compliance ao setor de transportes, como está promovendo o Ministério da Infraestrutura com políticas públicas mais modernas ao tema, também foi um dos destaques.
Para o Coordenador da Superintendência de Fiscalização (SUFIS/ANTT), Marcelo Bavier, o Brasil tem necessidade imediata de aprimorar o controle de peso, e isso está ligado à gestão eficiente dos recursos disponíveis e avanço tecnológico, com economia operacional e aumento da efetividade.
Porém, mudanças legislativas precisam ajudar os órgãos de regulação, controle e fiscalização a combater uma prática danosa à economia nacional – “as fugas nos postos de pesagem, de motoristas que trafegam com excessos de carga, precisam ser combatidas com multas mais duras pela legislação de trânsito, visto que essa infração também está diretamente ligada à evasão fiscal”, pontua.