Publicado edital de licitação para usina no Porto de Vila do Conde-PA

Além da construção da usina termoelétrica (UTE) o edital prevê a da unidade flutuante de armazenamento e regaseificação de Gás Natural Liquefeito.
Debate sobre Lei dos Portos

O edital prevê não somente a construção da usina termoelétrica (UTE), no Porto de Vila do Conde, mas também a da unidade flutuante de armazenamento e regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL). 

A licitação está marcada para o dia 28 de agosto e são esperados investimentos de R$ 1,6 bilhão com os novos empreendimentos. A saber, o edital de licitação foi publicado nesta terça-feira, 14. 

A instalação da UTE é uma antiga demanda estratégica e irá trazer consideráveis benefícios ao Brasil e à economia local. Em princípio, só durante a fase de construção, poderão ser recolhidos cerca de R$ 26 milhões em impostos. 

Já na fase da operação da usina, a principal fonte será o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), estimando-se uma arrecadação de R$ 700 mil/ano.

“A construção dessa usina, além de ser uma demanda estratégica na área de energia e abastecimento, também irá possibilitar dar um upgrade econômico na região, atraindo investimentos e sofisticando nossos ativos de infraestrutura. Estamos otimistas com essa licitação”, declarou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Alternativa

A geração de gás natural será mais uma alternativa de energia não só para a região de Porto de Vila do Conde. Da mesma forma, haverá benefício para outras cidades do Pará e estados próximos, como Amapá e Maranhão. O GNL é considerado um combustível fóssil mais seguro, com combustão mais limpa e poderá substituir combustíveis mais caros e poluentes.

Ao longo da implantação, estima-se a contratação de até 800 trabalhadores ligados às áreas da construção civil e eletromecânica. Para o seu funcionamento, estão previstos, aproximadamente, 60 funcionários de níveis técnico e superior.

Afora os investimentos previstos, também são esperados outros R$ 149 milhões em recursos, relativos às obras que serão executadas pela empresa vencedora, como os dolfins de atracação, o conjunto de tubovias e sistemas de medição, além do Pátio Público de Armazenamento de Minérios.

O edital e demais documentações poderão ser obtidos, a partir do dia 15 de julho, no seguinte endereço eletrônico: https://www.cdp.com.br/ute.

Com informações do site do Ministério da Infraestrutura