Privatização do Porto de Santos: a joia dos portos brasileiros

A privatização do Porto de Santos está prevista para 2021. Todavia, as preparações para o evento econômico já começaram.
MP dos Portos

A privatização do Porto de Santos está prevista para 2021. Todavia, as preparações para o evento econômico já começaram. Nesse sentido, o plano é arrumar a casa para que a privatização do complexo portuário santista atraia investimentos particulares.

Os números mostram a grandiosidade do cais: em 2019, segundo dados preliminares da SPA, foram movimentadas 134 milhões de toneladas. Embora a alta, em carga, haja sido de apenas 0,63% em relação a 2018, o resultado financeiro é bem melhor.

Nesse sentido, apenas de contêineres foram transportados 4.164.578 TEU (medida equivalente a um contêiner de 20 pés). Assim, o Porto de Santos é considerado a joia das privatizações brasileiras, a cereja do bolo.

Modelo da privatização

O modelo da privatização do Porto de Santos ainda não está definido. Contudo, a privatização do ativo é questão decidida. Assim, o procedimento faz parte de um pacote executado pelo Ministério da Infraestrutura que projeta investimentos da ordem de R$ 231 bilhões até 2022.

Quem traça as iniciativas que estão sendo levadas a efeito pelo governo é o atual administrador geral do Porto de Santos. Trata-se do engenheiro naval Casemiro Tércio Carvalho, que há um ano assumiu o comando do complexo portuário santista.

De acordo com ele, “a meta é privatizar a empresa em 2021”. Assim, comenta, cuida-se, agora, de “preparar a casa para a iniciativa privada, que é o que estamos fazendo, significa melhorar a companhia”.

Casemiro pondera: “Se eu entregar uma empresa quebrada, ninguém vai pagar nada por ela. Reduzir custo, melhorar a receita, enxugar e torná-la mais eficiente eu faço com que o setor privado tenha muito mais apetite pela compra”, conforme enfatiza.

Definições

O Porto de Santos é um porto estuarino, localizado nos municípios de Santos, Guarujá e Cubatão, no estado de São Paulo. Possui uma grande variedade de terminais de carga para diversos produtos, que realizam a movimentação de granéis sólidos (principalmente de origem vegetal), líquidos, contêineres, carga geral e passageiros.